Polícia

Após receber áudio por WhatsApp, homem denuncia marido por matar a mulher na Rocinha

Após receber um áudio por WhatsApp avisando sobre a morte de Érica Vieira Plum, na Favela da Rocinha, Zona Sul do Rio, nesta segunda-feira, e que o marido dela era o principal suspeito do crime, um morador da comunidade procurou a polícia. Ele contou aos agentes da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) que Gerson Roque da Silva Junior, de 41 anos, estava num bar em Copacabana, também na Zona Sul. Os agentes foram ao local e prenderam o suspeito em flagrante.

O crime aconteceu na casa onde Érica e Gerson moravam, na Rua Dioneia. De acordo com o depoimento do suspeito a policiais da Divisão de Homicídios (DH), ele e a mulher se desentenderam porque ela havia saído de casa na noite de domingo e só voltou na segunda-feira de manhã. Ele acabou agredindo Érica com um golpe “mata-leão” e ela, então, morreu.

Gerson contou que se desesperou ao ver que a mulher estava morta, deixou o corpo dela em cima da cama do casal e fugiu da Rocinha. Ele primeiro se abrigou na Favela Bandeira Dois, em Del Castilho, onde ficou até a noite de segunda bebendo e consumindo drogas. Depois, foi até o bar em Copacabana que costumava frequentar, onde acabou sendo preso.

Gerson responderá por feminicídio e asfixia. O corpo de Érica, localizado pela polícia, foi levado para o Instituto Médico Legal (IML).

 

Extra

Mostre mais

Artigos relacionados

Fechar