EntretenimentoNotícias

‘Não me chama de filha, que eu não lhe conheço’, diz Manuela para Luzia em ‘Segundo sol’

Manuela e Luzia vão ter uma difícil conversa em Segundo sol. A menina descobre que Ariela é sua mãe e a confronta. “Desculpa! Me desculpa, minha filha! Me perdoa! Eu sei que você tá muito magoada, eu sei que eu devia ter lhe dito antes que era sua mãe, mas eu tive medo, eu tive muito receio”, implora a DJ.

A jovem rebate: “Receio? Você teve receio? Você mentiu! Mentiu desde o começo! Você falava comigo pela internet! Eu, eu confiei em você, eu me abri, eu abri minha vida pra você e você me enganou, de novo!”. Luzia se defende, diz que tudo que fez, certo ou errado, foi pra tentar se aproximar dela e de Ícaro (Chay Suede). “Tudo que eu fiz foi pra ter nossa família de volta!”, afirma.

Manuela não aceita a explicação da mãe, que insiste. “Eu queria que você me conhecesse um pouco antes de me condenar! Eu sabia que vocês iam me receber com quatro pedras na mão se eu falasse que era sua mãe!”, explica. “Por que será, hein? Será que é porque você matou o pai dos seus dois filhos e abandonou eles depois, mesmo depois de fugir da cadeia? Ou foi porque você passou quase vinte anos sem dar uma notícia, sem querer saber se eu tava viva ou morta?!”, brada a herdeira da ex-marisqueira.

Luzia garante que não é verdade. “Você acha que eu escolhi deixar você e seu irmão aqui? Nunca! Foi o jeito que eu consegui dar pra sobreviver, minha filha! Me dá uma chance d’eu explicar!”, pede a DJ. “O que você fez não tem explicação! Isso não é coisa de mãe!”, acusa Manuela. “E por que é que você acha que eu estou aqui, então? Se eu sou essa bandida que você acha que eu sou, por que eu voltaria?”, diz, tentando fazer a filha ponderar.

Manuela afirma que o irmão tem razão. “Você deve ter uma agenda oculta, tem planos pra mim, pra ele! Eu não sei o que você quer, mas você quer lucrar alguma coisa da gente!”, acredita. “Pelo amor de Deus, me escuta! Eu só peço uns minutos! Por favor, Manu! Olha no meu olho, minha filha! Você sabe que eu te amo! Por que é que você acha que eu estou aqui? Que interesse eu posso ter em você ou no seu irmão?”, indaga a artista.

A ex-marisqueira afirma que só queria que a filha ficasse bem, sem se drogar, sem brigar com a família adotiva. “Que raciocínio doido! Você era a causa de eu me drogar! Por sua causa que eu brigava tanto com a minha família!”, garante Manuela. “A gente se deu tão bem esse tempo que passou junta! A gente se gosta, se entende! E isso você não pode negar!”, afirma a DJ.

A jovem, porém, garante que se dava bem com Ariella. “Mas eu sou Ariella! Sou eu, Manu! Estou aqui, sou eu, a mesma pessoa!”, garante a artista. “Eu não sei quem você é! Eu sei que você é uma mascarada, uma enganadora! Que mente o nome, que mente de onde veio, que mente tudo!”, dispara a moça.

Luzia argumenta que a menina disse tantas vezes que queria que Ariella fosse mãe dela. “Eu queria que qualquer uma fosse minha mãe! Qualquer uma! Porque qualquer uma teria sido melhor do que você foi! Eu e meu irmão separados por sua causa? Isso não lhe dói na consciência não?”, acusa. Luzia diz que brigou muito com Cacau (Fabiula Nascimento) por conta disso. “Eu fui levada pra uma casa onde não me queriam! De uma hora pra outra eu me vi sem nada, sem casa, sem irmão, sem ninguém!”, brada Manuela.

A artista também argumenta que de uma hora para outra também ficou sem ninguém. “Na época você era criança, Manu! Não podia me entender! Mas agora você é uma mulher adulta, pode diferenciar o que é certo do que é errado! Pode pelo menos entender o que eu fiz!”, espera Luzia. “Fale, então! Por que você fez tudo isso com a gente? Por que é que você acabou com a minha vida e com a vida de meu irmão?!”, acusa.

Luzia, então, pega as mãos da filha e olha nos olhos dela. “Manu, eu não tive culpa na morte de seu pai! Foi tudo armação de uma mulher que queria acabar comigo, por ciúme! Eu não sou uma assassina!”, defende-se. “E por que fugiu da cadeia? Por que não cumpriu a pena que nem qualquer bandido condenado?”, indaga a menina. “Não tinha nada que eu pudesse fazer, eu ia ser morta naquela cadeia, fui jurada de morte! Eu tive que fugir!”, explica Luzia.

Manuela quer saber, então, porque a mãe não a levou junto. “Quando eu fugi da prisão, fui até a sua casa, pergunte a Zefa! Lógico que eu queria fugir com você! Mas Cacau e Zefa me convenceram que eu não podia fazer isso! Que eu não podia passar a vida fugindo com uma criança!”, conta Luzia, que continua. “Tente se colocar em meu lugar! Não teve um dia que eu não tenha me arrependido de ter largado vocês aqui! Todos esses anos, lá na Islândia, eu só pensava em você, em seu irmão! Trabalhava dia e noite só pra mandar dinheiro pra Cacau, tudo que eu sempre quis era poder ficar pertinho de você, como eu tô agora!”.

Manuela larga as mãos da mãe e brada: “Pois pode esquecer, você nunca mais vai chegar perto de mim nem do meu irmão! Eu não vou deixar! Eu não quero mais saber de nada de você! Se manda daqui! Se manda ou eu te denuncio! Vai embora da Bahia e não volta nunca mais!”, ordena a jovem. “Pois pode me denunciar! Porque se eu não tiver você, se eu não tiver Ícaro, eu não tenho mais nada a perder!”, enfrenta. “Adeus, “Ariella””, diz Manuela, já saindo. “Eu te amo, minha filha!”, garante a DJ. Nesse momento, a jovem se vira e afirma: “Não me chama de filha, que eu não lhe conheço, nem você me conhece!”.

Fonte:Extra
Mostre mais

Artigos relacionados

Fechar