EntretenimentoNotícias

Em ‘Segundo sol’, Roberval compra mansão dos Athayde e transforma todos da família em empregados

Roberval (Fabricio Boliveira) virou o grande chefe da família Athayde em “Segundo sol”. Impondo respeito, o empresário coloca todo o núcleo sob suas ordens, ao comprar não só a dívida de Severo (Odilon Wagner) — mais de R$ 100 milhões de reais — como também a mansão de seu pai. O filho renegado transforma todos em empregados.

Apesar de ficar clara a satisfação do personagem em chegar ao ápice de sua vingança, Boliveira não vê dessa forma.

— No fundo, Roberval é um carente. É um cara que está vindo resgatar a história dele. Talvez esteja aí o jogo, como a gente enxerga as coisas de verdade, sem maniqueísmo. Essa dualidade é importante. Se fosse só para vingar, matava todo mundo — analisa o ator.

Já Odilon Wagner, o Severo, vê claramente o momento de triunfo do empresário.

— É a grande vingança de Roberval. Tudo que fez até aqui foi para chegar nessa situação de humilhar seu pai que nunca o reconheceu. Severo vai sofrer o pão que o diabo amassou — avisa o artista, que não defende seu personagem: — Severo precisa aprender a lição que a vida está lhe ensinando, mas não sei se será tão fácil, porque é um homem duro e preconceituoso.

Zefa (Claudia Di Moura) é outra que sente o golpe. A intérprete da empregada diz que a maior preocupação dela vai ser “a rivalidade entre os irmãos, acentuada em virtude dessa inversão de poder que Roberval estabelece”.— Agora que a vingança chega ao máximo de sua consumação, ela sente o peso da responsabilidade das decisões que tomou no passado. Mas não vai desistir de salvar aquela família, por mais que isso a ponha dividida, já que Zefa tem um filho de cada lado dessa frente de batalha — constata.

O único que vê com bons olhos a nova configuração desta família desestruturada é Caco Ciocler, o Edgar.

— Percebo a intenção de criar uma situação em que os papéis se invertam. O interessante é que eles terão um novo chefe de família, que vai fazer com que cada um experimente o que ele passou a vida inteira. A casa, agora, vai ser gerida por um cara enérgico, mas não rígido como Severo, no sentido de destruir as pessoas. Essa família vai se reestruturar de uma outra maneira — acredita o intérprete.

No quadro de funcionários, Karen (Maria Luisa Mendonça) continua como governanta. Enquanto todos se preocupam com os dias duros, Rochelle (Giovanna Lancelloti) segue se divertindo com a desgraça dos Athayde:

— A situação será divertida para ela. Não consigo vê-la com um laço verdadeiro com a família. Ver o avô subserviente, tendo que engolir o filho que ele rejeitou… Será interessante observar essa família numa situação totalmente diferente — aposta Giovanna.

Zefa, a empregada
Zefa, a empregada Foto: Rede Globo/Divulgação

Zefa, a empregada

“Ela continua com a mesma função. O fato de agora ter os filhos de volta na mesma casa já representa uma vitória. Não importa o preço a ser pago, não importa a humilhação que ela tenha que sofrer como custo disso. Ela aguenta”, afirma Claudia Di Moura.

Severo, o motorista
Severo, o motorista Foto: Rede Globo/Divulgação

Severo, o motorista

“Ele não perde a pose, até para lavar carro é arrogante. Mas é engraçado vê-lo colocando a mão na massa. Severo é orgulhoso e cumpre as funções que Roberval lhe impõe com altivez”, diz Odilon Wagner.

Edgar, o jardineiro e piscineiro
Edgar, o jardineiro e piscineiro Foto: Raquel Cunha/Rede Globo/ Divulgação

Edgar, o jardineiro e piscineiro

“Sinto que ele vai tentar ficar feliz. Está na hora de se redimir e trabalhar, é um bom caminho. Ainda mais no jardim, cuidando de flores. Trabalhar na terra dá uma revigorada. Finalmente, Edgar toma gosto pelo trabalho, se sente útil”, conta Ciocler.

Rochelle, a assistente pessoal
Rochelle, a assistente pessoal Foto: Rede Globo/Divulgação

Rochelle, a assistente pessoal

“Ela encontrou uma maneira de lidar com Roberval que não a coloca como uma empregada qualquer. Até mesmo quando está por baixo, consegue dar um jeito para tirar vantagem (risos)”, garante Giovanna.

Fonte:Extra

Mostre mais