EsporteNotícias

Cruzeiro dá arrancada após ganhar a Copa do Brasil e fatura 75% dos pontos no Brasileiro

Em quatro jogos após levantar o troféu, foram três vitórias e uma derrota

 

Todos no Cruzeiro têm afirmado que o time continuará jogando com a mesma seriedade, apesar de já não almejar muita coisa nesta reta final de Campeonato Brasileiro. Se for levado em conta o desempenho desde a conquista da Copa do Brasil, e a consequente vaga na Copa Libertadores do ano que vem, as palavras devem ser levadas a sério. Afinal, em quatro jogos a partir da vitória por 2 a 1 sobre o Corinthians que levou ao hexa, foram três triunfos e apenas uma derrota.

A performance é ainda melhor que a atingida após a confirmação do penta, na temporada passada. Naquela ocasião, foram duas vitórias, um empate e uma derrota nos quatro compromissos subsequentes.

A diferença é que havia mais rodadas na sequência do quinto título do que agora. Se ganhou o penta em 27 de setembro ao derrotar o Flamengo nos pênaltis, em final entre a 25ª e a 26ª rodadas, agora superou o Timão, em São Paulo, em 17 de outubro, pouco antes da 30ª rodada, tendo também a cumprir um duelo adiado da 28ª rodada. Ou seja, teve 13 partidas para alcançar a quinta posição há cerca de um ano, enquanto agora são apenas 10.

Outra diferença é que os times de cima da tabela estão mais distantes. A não ser Santos e Atlético, que têm os mesmos 46 pontos e são sétimo e sexto colocados, respectivamente, os demais têm ao menos nove pontos de vantagem, o que dificulta almejar postos mais altos – o líder, Palmeiras, carrega 20 pontos de frente.

Assim, muitos torcedores querem o time encarando todas as partidas com espírito vitorioso, principalmente para ultrapassar o maior rival. Para jogadores e integrantes da comissão técnica, porém, isso não é o mais importante no momento.

“Nosso objetivo não tem nada a ver com o Atlético. Queremos somar o máximo de pontos possível pela grandeza do clube e porque não podemos entrar em campo para passear. Os torcedores vão ao estádio para nos ver jogar, para nos ver vencer, lutar pelas vitórias. Eles (atleticanos) fazem o deles lá, e a gente faz o nosso aqui. Depois, vamos ver em qual posição terminamos”, declara o armador Thiago Neves. “A gente está tranquilo, mas não acomodado. A gente quer mais, quer mais vitórias, terminar bem o campeonato. Vamos procurar fazer nosso melhor, até por respeito às outras equipes”, diz o lateral-direito Edílson.

De qualquer forma, foram criados alguns fatores motivadores para empurrar ainda mais os cruzeirenses. Thiago Neves, por exemplo, revelou aposta com o presidente Wagner Pires de Sá de que o time ainda terminará entre os cinco primeiros. “Não vou falar o que é, mas é uma coisinha boa aí para a rapaziada”, esquiva-se.

DESFALQUES O próximo compromisso do Cruzeiro será contra o Atlético-PR, sábado, às 19h, em Curitiba. Os paranaenses têm três pontos a menos e é importante ganhar para deixá-los para trás.

Para essa partida, o técnico Mano Menezes não poderá contar com o armador Mancuello, que terá de cumprir mais um jogo de suspensão pela expulsão contra o Vasco, e com o atacante Sassá, que ainda ficará mais duas partidas de fora pela briga nas semifinais da Copa do Brasil. Para completar, o zagueiro Murilo vai passar por cirurgia no ombro amanhã e só retorna aos gramados em fevereiro.

RAPOSA PÓS-CONQUISTAS

Desempenho nos quatro primeiros jogos depois de títulos da Copa do Brasil

2017                              2018

2        vitórias                3
1        empate               0
1        derrota                1
4    gols marcados      13
3     gols sofridos          4

df.superesportes

Mostre mais

Artigos relacionados

Fechar