BrasilNotíciasPolícia

Artistas, ONGs e internautas se mobilizam por cachorro morto por segurança do Carrefour

A morte de um cachorro, que foi espancado com um cabo de vassoura e, em seguida, envenenado por um segurança do Carrefour de Osasco, na Região Metropolitana de São Paulo, no dia 28 de novembro, está causando comoção entre artistas nas redes sociais.

A violenta morte do animal causou revolta e manifestações de repúdio. A atriz e apresentadora Tatá Werneck publicou uma ilustração em homenagem ao cachorro e pediu para que aqueles que repudiam a atitude do segurança ajudem ONGs que cuidem de animais.

“Meu Deus que tristeza. Pobre bichicho”, escreveu Fabiana Karla.

A atriz Letícia Spiller compartilhou o post de Tatá Wenerck: “Muito triste”

View this post on Instagram

Muito triste 🖤 #Repost @tatawerneck ・・・ Como vcs devem estar acompanhando pelas notícias, um cachorro foi espancado e morto no @carrefourbrasil . Quando vamos entrar na página e reclamar, eles enviam respostas prontas, copiadas e coladas , dizendo que repudiam esse ato. SE REPUDIAM mesmo, sugiro que agora aproveitem essa “chance” (não sei que palavra usar aqui) para assumirem uma responsabilidade pelo ato dentro de suas empresas. Se estão tão chocados quando nos, aproveitem essa crueldade para fazerem a diferença. Comecem a ajudar ONGs que cuidam de animais abandonados. Comecem a doar alimentos para cuidar desses bichos. Parem de dar respostas prontas e sejam “humanos” pelo menos agora. Eu fico imaginando que esse cachorro poderia estar na minha casa cuidado com Todo amor , como o Nino (que teve a perna arrancada) ou a Penélope (que cegaram) ou como meus 13 gatos de rua. Existem MUITAS pessoas cuidando de animais abandonados. Mas ainda sim são muitos que precisam. E aí @carrefourbrasil ? O que vão fazer? E nós? Vamos fazer algo juntos?

A post shared by Leticia Spiller (@arealspiller) on

O cantor sertanejo Felipe Araújo também mostrou indignação pela morte do cachorro.

ONGs de cuidados aos animais também se mobilizaram nas redes sociais após a morte do cachorro. A ativista Luisa Mell publicou no Instagram o vídeo das câmeras de segurança do momento em que o cachorro é espancado.

Em nota, o Carrefour informou que repudia veementemente qualquer tipo de maus-tratos e preventivamente afastou a equipe responsável pela segurança do local no dia da ocorrência até que a rigorosa apuração em curso seja concluída e as devidas providências adotadas.

“Assim que notamos a presença do animal nas dependências da loja, o acolhemos, oferecendo água e comida, até que a equipe do Centro de Controle de Zoonoses de Osasco chegasse ao local para o devido atendimento”, informou.

 

Por:Extra

Mostre mais

Artigos relacionados

Fechar