NotíciasPolícia

Ciro Gomes: capital político de Bolsonaro pode não durar seis meses

O ex-candidato do PDT à presidente da República Ciro Gomes voltou a criticar o presidente Jair Bolsonaro. Para o pedetista, Bolsonaro poderá perder rapidamente o capital político que acumulou na eleição presidencial.

Ciro Gomes falou sobre o governo Bolsonaro durante uma entrevista concedida à Rádio Assunção, emissora situada em Fortaleza, capital cearense. O ex-presidenciável pedetista afirmou que o presidente Jair Bolsonaro tem um “potencial de confusão enorme”, em referência ao desmentido de que iria aumentar o IOF. “Do jeito que vai, o capital político de Bolsonaro não dura seis meses”, alertou Ciro.

No início da semana, Ciro Gomes, numa entrevista ao jornal El Pais, já havia falado sobre os atropelos do governo Bolsonaro. Ele afirmou que as questões econômicas impõem ao novo governo dois problemas: o primeiro é que são pautas naturalmente graves e complexas. O segundo é que Bolsonaro “não entende o problema, a equipe dele não entende o problema e, quando entende, interpreta de forma equivocada. Portanto, o remédio que vão propor será o remédio errado, que tenderá muito mais a agravar a doença socioeconômica do Brasil do que mitigá-la.”

Na entrevista desta quarta-feira (9) Ciro Gomes também outros integrantes do governo. Disse que o presidente é “refém do Paulo Guedes”, ministro da Economia, a quem atribuiu “uma visão equivocada da questão estratégica da economia brasileira”, e que o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, foi um “juiz exibicionista”. Ciro ainda criticou a condução de Onyx Lorenzoni na Casa Civil e duvidou da continuidade do ministro no governo: “O Onyx não vai permanecer”.

 

 Da redação, com informações do Estadão

Mostre mais