MaranhãoNotícias

Pela primeira vez, procurador do MA é eleito para presidência do Colégio Nacional de Procuradores Gerais dos Estados e do DF

O procurador-geral do Estado do Maranhão, Rodrigo Maia, foi eleito, na última segunda-feira (11), novo presidente do Colégio Nacional de Procuradores Gerais dos Estados e do Distrito Federal (Conpeg) para o biênio 2019-2020. Esta é a primeira vez que um procurador-geral do Maranhão fica à frente do colegiado.

A escolha de Rodrigo Maia foi confirmada por aclamação entre todos os procuradores-gerais dos 26 Estados e Distrito Federal, em reunião ordinária do Conpeg, ocorrida na sede do Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), em Brasília.

Para Rodrigo Maia, a principal missão é manter o diálogo com as esferas mais altas do Executivo, Legislativo e Judiciário nacional, tratando as questões de grande relevância para o país junto ao Governo Federal e os tribunais superiores.

“É uma grande honra e um desafio presidir este Colegiado, com a missão de, em conjunto, liderar a defesa de interesse dos estados, tanto no diálogo com o Governo Federal, quanto nos tribunais superiores, em especial o Supremo Tribunal Federal (STF) e o Superior Tribunal de Justiça (STJ), onde há muitas demandas importantes de interesse dos estados”, afirmou Rodrigo Maia.

“O Colégio tem sido espaço fundamental de defesa desses interesses. E, para nós, é uma missão honrosa e um grande desafio, que nós vamos encarar com muita tranquilidade, muita determinação, sempre buscando fazer o melhor pelo nosso Estado e pelo nosso país”, acrescentou.

Rodrigo Maia terá a companhia dos seguintes procuradores-gerais na direção do Conpeg: primeiro vice-presidente, o procurador-Geral do Rio Grande do Sul, Eduardo Cunha da Costa; segundo vice-presidente, a procuradora-Geral do Estado de Mato Grosso do Sul, Fabíola Marquetti Sanches Rahim; diretor de Assuntos Legislativos, procurador-Geral do Estado do Acre, João Paulo Setti Aguiar; e diretor de Assuntos Institucionais, procurador-Geral do Estado do Espírito Santo, Rodrigo Francisco de Paula.

Após a reunião, os Procuradores-Gerais fizeram uma visita institucional ao presidente do STJ, ministro João Otávio Noronha.

Mostre mais

Artigos relacionados

Fechar