CulturaNotícias

Unidades de saúde animam pacientes com marchinhas de carnaval

A música dá o tom do Carnaval e, com ela, os pacientes assistidos na rede da Secretaria de Estado da Saúde (SES) entraram no embalo do reinado de momo no Maranhão. Na última segunda-feira (25), profissionais de saúde de unidades da capital e do interior levaram informações sobre prevenção das Infecções Sexualmente Transmissíveis (ISTs), orientaram sobre a importância da doação de sangue e cadastro de medula óssea e alertaram sobre segurança no trânsito e os riscos do uso abusivo de álcool.

No Hospital Dr. Carlos Macieira (HCM), em São Luís, pacientes da ala de cirurgia cardíaca participaram da apresentação da banda da Policia Militar. Ao som de marchinhas de Carnaval, cerca de 25 pacientes participaram da programação lúdica.

“Eu gostei muito da banda. Lembrei muito dos meus pais, no Carnaval de Bacabal quando eu era criança”, recordou Ana Cleide Carvalho Nunes, paciente que fez cirurgia de ponte de safena na unidade.

Raimunda Nonata Pereira da Silva completou dois meses de internação do HCM. Diariamente a paciente recebe os cuidados da equipe multiprofissional da unidade e avança na recuperação da cirurgia de ponte de safena.

“Eu passei até batom para ver a banda tocar. Gostei da programação porque ajuda a distrair”, contou. “Eu estou muito feliz porque a minha mãe está muito feliz. A programação ajuda na recuperação dos pacientes”, elogiou a filha de Raimunda Nonata, Carla da Silva Ferreira.

A programação na unidade prossegue durante a semana com rodas de conversas sobre prevenção de ISTs/HIV, de câncer de pênis, entrega de kits de prevenção, entre outros.

Essa ação é importante porque traz humanização, acolhimento e conforto aos pacientes. Para que eles entendam que mesmo vivendo esse momento de dificuldade, não estão desvinculados da programação cultural e festiva que acontece fora do hospital”, destacou a coordenadora do Núcleo de Educação Permanente do HCM, Márcia Cunha.

No Centro de Saúde Genésio Rego, os usuários do serviço participaram das ações educativas de incentivo à doação de sangue, principalmente, no período do Carnaval, orientações para combater o assédio sexual, assim como distribuição de preservativos.

“Além das campanhas de doação de sangue e prevenção, estamos com a campanha assédio é crime. Com um material que disponibiliza os contatos para denúncia, e também a conscientização dos homens que não é não”, explicou a assistente social da unidade, Anselma Viégas.

O aposentado Mario Potássio Câmara, do município de São Bento, elogiou a iniciativa. “Eu acho importante conscientizar, os tempos são outros agora. Tem que prevenir mesmo. Achei bonita a campanha”, disse.

Na Avenida Jerônimo de Albuquerque, a blitz educativa da Maternidade Benedito Leite, sensibilizou pedestres e condutores para prevenção de doenças sexualmente transmissíveis.

“Nós precisamos conscientizar a população sobre prevenção. Não custa lembrar sobre o uso do preservativo e dos perigos das ISTs e Aids”, destacou Aline Oliveira, biomédica e coordenadora das ações educativas na maternidade.

As ações preventivas também foram realizadas nesta segunda-feira na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Coroatá e no Hospital Regional de Balsas.

 

Fonte:Portal Guará

Mostre mais