EsporteNotícias

Corinthians segura Santos, vence nos pênaltis e é o adversário do São Paulo na final do Paulistão

Peixe martela o jogo todo, faz gol da vitória no fim com Gustavo Henrique e leva decisão para as penalidades; Kaio Jorge e Victor Ferraz erram, e Timão se classifica em busca do tri estadual

Corinthians é finalista

O Corinthians se classificou à final do Campeonato Paulista depois de sofrer (muito!) no tempo normal, perder por 1 a 0 para o Santos, na noite desta segunda-feira, no Pacaembu, e vencer nos pênaltis com dois erros de jogadores santistas. O sufoco valeu a pena: o Timão vai à terceira decisão seguida no estadual, desta vez para enfrentar o São Paulo. Gustavo Henrique fez o gol do Peixe aos 40 do segundo tempo, inflamou os quase 40 mil santistas no Pacaembu, e mandou a disputa para as penalidades. Vanderlei pegou a primeira cobrança do Corinthians, de Boselli, mas Kaio Jorge e Victor Ferraz erraram para o Santos: 7 a 6 Timão, e vaga na final.

Como fica?

O Corinthians vai enfrentar o São Paulo nos próximos dois domingos (14 e 21 de abril). O jogo de ida será no Morumbi, enquanto a volta será na Arena Corinthians. Empate na soma dos dois resultados leva a decisão do Paulista para os pênaltis – CLIQUE AQUI e veja a tabela do Paulistão.

Provocação? Teve

Logo depois da vitória nos pênaltis, o Corinthians brincou com o rival nas redes sociais. Uma postagem com os dizeres “Morreu pela boca” fizeram referência a José Carlos Peres, presidente do Santos, que disse antes das semifinais que iria “matar os gambás” – o vídeo viralizou na internet.

Os pênaltis

Houve muita tensão, claro. Boselli, logo de cara, errou a primeira cobrança, defendida por Vanderlei. O Peixe saiu na frente, mas perdeu sua segunda cobrança com Kaio Jorge, que chutou no travessão. Calibrados, santistas e corintianos levaram a disputa para as alternadas – até que Henrique marcou, e Victor Ferraz perdeu na sequência, acertando a trave direita de Cássio.

  • Os pênaltis de Santos 6 x 7 Corinthians pela semifinal do Campeonato Paulista
  • Os pênaltis de Santos 6 x 7 Corinthians pela semifinal do Campeonato Paulista

Santos sai aplaudido

Os 37.731 santistas presentes no Pacaembu aprovaram a atuação da equipe mesmo com a derrota. O time de Jorge Sampaoli, realmente, fez uma grande partida: 68% de posse de bola, 22 finalizações (contra três do Corinthians), 14 escanteios a favor (contra nenhum do Corinthians) e 382 passes certos. O gol de Gustavo Henrique levou a decisão para os pênaltis, mas não foi o suficiente para a classificação do Peixe.

Primeiro tempo

O Corinthians começou o jogo pressionando a saída de bola do Santos, provocando erros e fazendo a torcida adversária se irritar no Pacaembu – um chute de Sornoza levou perigo à meta de Vanderlei. O Peixe se impôs ao longo da primeira etapa, ficando mais com a bola e empurrando o Timão para seu campo de defesa – a equipe de Fábio Carille passou a viver à base de contra-ataques (nenhum deu certo…). Cássio entrou em ação e fez boas defesas, a melhor delas em chute de Cueva desviado por Jean Mota quase na marca do pênalti. Com pressão total, o Santos terminou o primeiro tempo com 71% de posse de bola e oito finalizações – contra apenas duas do Corinthians.

  • Sornoza bate de fora da área e bola vai por cima da meta de Vanderlei aos 5 do 1º tempo
  • Sornoza bate de fora da área e bola vai por cima da meta de Vanderlei aos 5 do 1º tempo

Segundo tempo

Água mole em pedra dura tanto bate até que fura. Esse ditado pode resumir o segundo tempo do jogo. O Santos martelou o tempo todo, criou inúmeras chances, mas parou em Cássio. Aos 40 minutos, em um cruzamento perfeito de Victor Ferraz, Gustavo Henrique marcou de cabeça. O resultado levou a partida para a decisão nos pênaltis. Foram 22 finalizações do Santos contra apenas três do Corinthians no jogo inteiro – Cássio foi o melhor jogador em campo no tempo normal.

  • Gol do Santos! Victor Ferraz cruza e Gustavo Henrique marca de cabeça aos 40 do 2º tempo
  • Gol do Santos! Victor Ferraz cruza e Gustavo Henrique marca de cabeça aos 40 do 2º tempo

 

 

Fonte:globoesporte

Mostre mais

Artigos relacionados

Fechar