Itaqui - Bacanga em destaque

Jovens moradoras do Itaquibacanga participam de projeto com reconhecimento internacional

Atuando desde 2015 na Grande Ilha de São Luís (tendo iniciado suas atividades no município de Raposa), o Movimento Popular da Juventude do Maranhão – MPJM segue buscando fazer importantes transformações na sociedade por meio de ações socioeducativas pautadas no voluntariado.

Com ações variadas o MPJM desenvolve ações como Preparatório para Enem/Paes, oficinas de Teatro, de exibição de filmes, rodas de palestras tudo como meio de ajudar o jovem da rede pública se inserir na sociedade da melhor forma possível.

Recentemente tais ações ganharam destaque internacional, quando o professor argentino Maximiliano Morel, que é graduado em Ciências da Educação pela Universidade Nacional do Nordeste – UNNE e mestrando em Educação pela Universidade Nacional de Quelmes – UNQ diivulgou vídeo nas redes sociais (https://www.youtube.com/watch?v=d8wVk-a30MA) onde destaca a relevância de tais ações para o desenvolvimento não só do Maranhão, mas também do Brasil, haja vista o MPJM está alinhado com o contexto de problemáticas que o Brasil vem enfrentando.


os sabemos que a área Itaqui Bacanga é limitada quanto a suprir a necessidade dos seus jovens, entretanto, visando suprir esta necessidade, a radialista Rose Castro, durante entrevista ao coordenador do projeto Ronaldo Serra, expôs a problemática vivida pela juventude e garantiu que algumas vagas fossem sorteadas na comunidade.

Para Rodonaldo Serra, garantir vagas exclusivas para os jovens daquela área
Itaqui Bacanga aproxima mais aqueles jovens da realidade da Universidade Pública, principalmente pelo fato de serem vizinhos de uma e não possuírem as ferramentas adequadas para acessá-la. “Mas claro que tudo isto precisa está alinhado a um discurso de combate ao sucateamento do ensino por meio de cortes ou contingenciamentos, estamos preparando os jovens para entrar na Universidade e lutar por ela” – afirmou Ronaldo

Mostre mais

Artigos relacionados