NotíciasPolícia

Idosa é presa suspeita de tentar colocar fogo em carro de vizinho e esfaquear PMs

Uma idosa de 60 anos foi presa suspeita de tentar colocar fogo no carro do vizinho e partir para cima de policiais militares com uma faca, na noite deste domingo (16), em Aparecida de Goiânia, na Região Metropolitana.

A mulher acabou sendo baleada na perna e, mesmo após ter sido imobilizada, tentou agredir uma equipe de socorristas do Serviço de Atendimento Móvel de Urgências (Samu). Um vídeo feito no local mostra a idosa no chão, tentando dar chutes nas pessoas.

De acordo com a delegada Ilda Helbingen, que investiga o caso no 4º Distrito Policial em Aparecida de Goiânia, a idosa teve um surto e por isso tentou incendiar o carro do vizinho. “Não pegou fogo porque era álcool gel. Ela tem problema que, eventualmente, ela surta. Já fez isso outras vezes”, disse a delegada.

Após receber atendimento médico, a mulher foi levada para o 14º DP, onde mulheres ficam aguardando até passar por audiência de custódia.

“Não apareceu ainda nenhum familiar dela e nem advogado. Ela deve passar pela audiência de custódia amanhã (terça), e aí o juiz deve pedir algum laudo para ver se ela tem algum problema psiquiátrico”, informou Ilda.

G1 ligou no 14º DP por volta das 15h desta segunda-feira e recebeu a informação de que ninguém havia ainda procurado pela idosa no local. A reportagem não conseguiu identificar e localizar familiares e defesa da suspeita.

De acordo com a polícia, a suspeita estava na porta de casa, no Buriti Sereno, quando o vizinho da frente chegou de uma pescaria. A mulher pegou um álcool gel, espalhou o produto na caminhonete e ateou fogo.

Mulher foi deitada no chão após ter sido baleada na perna pela polícia — Foto: Reprodução/TV Anhanguera
Mulher foi deitada no chão após ter sido baleada na perna pela polícia — Foto: Reprodução/TV Anhanguera

Foi o vizinho quem chamou a PM. Quando os policiais chegaram, a idosa tentou esfaqueá-los com uma faca, tipo a utilizada em açougues. Segundo a delegada, inicialmente, ela está sendo investigada por tentativa de homicídio contra três pessoas.

“Ela realmente não conseguiu ferir ninguém mortalmente, porque os policias e vítima [dono do carro] conseguiram sair”, comentou a Ilda Helbingen.

Fonte:G1

Mostre mais