CulturaNotícias

Programa Reviva da Prefeitura de São Luís leva apresentação de chorinho para a praça da Mãe D’água nesta sexta-feira (20)

O grupo Cantinho do Choro se apresenta a partir das 18h; show com Chiquinho França e recreação infantil ocupam o Complexo Deodoro, no sábado (21) e domingo (22), respectivamente, ainda como parte da programação do Reviva deste fim de semana

Um som leve, envolvente, que convida a uma boa conversa entre amigos sentados em bancos de praça ao final de tarde. Assim é o chorinho, gênero musical que invade a Praça da Mãe D’água, no Centro Histórico de São Luís, às sextas-feiras. E nesta, dia 20, não vai ser diferente. O programa Reviva Centro traz o Arte na Praça, que inicia às 18h, com o show do grupo Cantinho do Choro. O Arte na Praça é uma promoção da Prefeitura de São Luís, coordenada pela Secretaria Municipal de Cultura (Secult) e implantado pela gestão do prefeito Edivaldo Holanda Junior.

“A gestão do prefeito Edivaldo prima por proporcionar momentos de cultura e lazer à população ludovicense, por isso foi criado o programa Reviva Centro, que busca ocupar a área do Centro Histórico de São Luís com uma programação gratuita e de qualidade para todos os públicos”, pontua o secretário municipal de Cultura, Marlon Botão.

Gênero da música popular e instrumental brasileira, o choro ou chorinho surgiu no Rio de Janeiro em meados do século XIX e tem como características a improvisação, alta virtuosidade de seus intérpretes e variedade na composição instrumental de cada conjunto. Os instrumentos típicos são o bandolim, flauta, cavaquinho, pandeiro, violão de sete cordas, violão, trombone e saxofone. Originalmente, o gênero é puramente instrumental, mas, principalmente a partir dos anos 1930 com a influência do rádio, começou-se a colocar letras.

Há sete anos, alguns amigos começaram a tocar choro na praça Gonçalves Dias, no Centro Histórico. Com o tempo, um grande público passou acompanhar a programação e eles decidiram formar o grupo Cantinho do Choro, liderados pela cantora e produtora Tathy Estrela e o músico Márcio Guimarães.

Hoje, o grupo possui cinco integrantes e tem em seu repertório clássicos do gênero e chorinhos maranhenses. “Nosso objetivo é cada vez mais difundir o gênero, que não tem muita divulgação, mas agrada muito ao público. Além das músicas autorais maranhenses, tem muita coisa boa aqui”, conta a cantora e produtora Tathy Estrela.

PROGRAMAÇÃO NO COMPLEXO DEODORO 

Além da apresentação do Grupo Cantinho do Choro, no Complexo Deodoro tem show com Chiquinho França, às 17h30, no sábado (21). Compositor com vários prêmios pela Rádio Universidade do Maranhão, França tem músicas utilizadas como trilhas sonoras em programas como Globo Repórter, Fantástico e Globo News.

É também produtor musical, com trabalhos coletivos que visam lançar artistas maranhenses no mercado nacional. O artista é natural de Santa Inês (MA) e bem visto pela crítica nacional por suas canções que passeiam entre a música erudita e a brasilidade do choro, frevo e baião.

Ainda no Complexo Deodoro, às 17h do domingo (22), haverá recreação Infantil com o grupo Be Happy, que realiza jogos e brincadeiras, e show com os Tripalhaços Azedinho e Foguinho. Antes, a Feirinha São Luís traz a Banda da Feirinha, grupo gospel Marcados, capoeira MaraBrasil e shows de Rose Maranhão, Raimundinho e Forró Pé no Chão e Guilherme. A Feirinha São Luís e ainda o Passeio Serenata, Sarau Histórico e Roteiro Reggae integram o programa Reviva Centro.

Mostre mais