BrasilNotícias

Coronavírus: OMS declara emergência global de saúde

O Ministério da Saúde espera que todos os estados brasileiros estejam preparados com ações de diagnóstico e combate à doença

O Ministério da Saúde determinou que até o dia 6 de fevereiro os Estados da federação apresentem um plano de contingência contra o Coronavírus. A doença acaba de ser declarada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) uma emergência global. O Ministério da Saúde, que espera que todos os estados do país estejam preparados com ações de diagnóstico e combate à doença.

Até o momento não há medicamento específico para o tratamento da Infecção Humana pelo 2019-nCoV e nem vacina. Os sintomas da doença são semelhantes aos da gripe.

A doença continua a se espalhar pelo mundo. Já foram 7,7 mil casos e 170 mortes na China, principal local de multiplicação do vírus. Em outros 19 países, já foram registrados 98 casos. O Brasil segue com 9 casos suspeitos, mas até o momento nenhum foi confirmado.

Maranhão

A Secretaria de Estado da Saúde do Maranhão (SES) divulgou nesta quarta-feira (29) medidas preventivas e orientações sobre o coronavírus (2019-nCov), para auxiliar os serviços de saúde da rede pública e privada do estado sobre os critérios de definição de casos, notificação, coleta e envio de amostras para investigação laboratorial de casos suspeitos e acompanhamento de possíveis casos.

De acordo com a SES o Plano de Contingência para Infecção Humano pelo 2019-nCov do estado está em fase final de elaboração.

Segundo o infectologista Eudes Simões, a situação de risco epidemiológica do nosso estado é baixa. “Para dizermos que o vírus está circulando no país é necessário primeiro ter um caso confirmado e, a partir deste, um secundário.”, explicou.

A coordenadora do Centro de Informações Estratégicas de Vigilância em Saúde (Cievs), Jakeline Trinta, explicou que o serviço da rede da SES dispõe aos profissionais de saúde o serviço de atendimento, durante todos os dias da semana. “O Cievs já realiza o monitoramento diário por meio de um trabalho articulado com a Anvisa. Estamos diante de uma situação que é de emergência pública; dessa maneira, contamos com enfermeiros para fazer busca ativa de casos suspeitos”, explicou.

No Maranhão, os casos suspeitos devem ser atendidos em duas unidades de referência: UPAS da Cidade Operária e do Itaqui-Bacanga. Os casos graves deverão ser encaminhados para rede estadual hospitalar com capacidade de atender infecções respiratórias graves (crianças/adultos/idosos).

O Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen-MA) é o laboratório responsável pela triagem das amostras e envio para o Laboratório de Referência Nacional. De acordo o Ministério da Saúde, são considerados casos suspeitos todos os provenientes da China.

 

 

Mostre mais

Artigos relacionados