NotíciasPolítica

Moro já analisa pesquisas com seu nome para presidente, mesmo contra Bolsonaro

Sérgio Moro recebe há cerca de seis meses pesquisas eleitorais feitas por um instituto e não divulgadas publicamente em que seu nome é colocado como uma opção de candidato a presidente da República em 2022. Nos cenários, prevê-se até disputa com Bolsonaro

247 – O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, recebe há cerca de seis meses pesquisas eleitorais feitas por um instituto e não divulgadas publicamente em que seu nome é colocado como uma opção de candidato a presidente da República em 2022. O levantamento é composto das “perguntas estimuladas”, em que os pesquisadores citam para o entrevistado quais são as opções de resposta. A informação é de Época.

Na primeira pesquisa que o ex-juiz recebeu, ele aparecia com mais de 15% dos votos. Segundo a revista, Moro também passou analisar pesquisas com seu nome e que também incluem Jair Bolsonaro como presidenciável.

Depois de condenar Luiz Inácio Lula da Silva sem provas no processo do triplex em Guarujá (SP), Moro aceitou ser ministro do rival do ex-presidente. O detalhe é que o ex-magistrado já havia recebido o convite para integrar o atual governo ainda durante a campanha eleitoral, o que revelou o seu projeto de poder.

Em pouco mais e um ano de governo, Moro viu a sua aglutinação política não surtir o efeito desejado. Perdeu o Coaf, que passou ao ficar sob responsabilidade do ministério da Economia, e foi derrotado em algumas propostas contidas no pacote anticrime.

O atual ministro também teve a imagem cada vez mais desgastada a partir de junho do ano passado, quando o site Intercept Brasil passou a publicar diversas irregularidades da Operação Lava Jato. Segundo as reportagens, Moro interferia no trabalho dos procuradores de Curitiba (PR), dando orientações sobre as acusações, o que fere a equidistância entre quem julga e quem acusa.

 

Mostre mais

Artigos relacionados