NotíciasPolítica

Eliziane Gama defende acordo em reunião de líderes para destravar pauta de votações do Congresso

A líder do Cidadania no Senado, Eliziane Gama (MA), defende que deputados e senadores cheguem a um acordo para destravar a pauta de votações do Congresso Nacional trancada pela votação de vetos presidenciais. Dentre eles, está o polêmico Veto 52, que trata do orçamento impositivo.

A senadora vai propor ao presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), que reúna os líderes partidários da Casa para buscar um acordo antes da sessão conjunta, marcada para hoje (3).

A obstrução nas votações do Congresso começou há mais de duas semanas, quando deputados e senadores iniciaram a discussão do veto do presidente da República Jair Bolsonaro à LDO (Lei de Diretrizes Orçamentárias).

Em jogo está o controle sobre a destinação de R$30 bilhões em emendas, que pelo projeto aprovado pelo Congresso, ficariam nas mãos do relator-geral do Orçamento. Com o veto, o Palácio do Planalto recuperou a prerrogativa de decidir a destinação do dinheiro.

Entendimento

A senadora Eliziane Gama argumenta que o melhor caminho neste momento, é o da busca de um entendimento, que garanta a continuidade das votações.

“Não devemos partir para a obstrução antes de tentar um acordo. Vamos reunir os líderes e encontrar uma solução para desobstruir a pauta e contribuir para que essa escalada de tensões entre os Poderes seja amenizada. Não podemos deixar que divergências políticas parem o Brasil”, defendeu.

Para que um veto presidencial seja derrubado, é necessário que ao menos 257 deputados e 41 senadores votem pela queda. Caso contrário, é mantida a vontade do presidente da República.

 

Fonte:Cidadania23

Mostre mais

Artigos relacionados

Fechar