Simpatizantes do governo Bolsonaro ignoraram o cancelamento de eventos no Distrito Federal e foram à Esplanada dos Ministérios neste domingo (15) se manifestar a favor do presidente da República.

Em nota, a Secretaria de Segurança Pública do Distrito Federal (SSP/DF) informou que faz a segurança da manifestação e que o decreto do GDF limitou apenas os eventos esportivos e aqueles que dependem de Licenciamento do Poder Público. “Eventos familiares, espontâneos ou manifestações não dependem de licenciamento, por isto, estão fora das limitações do Decreto”, esclareceu.

Em Brasília, apoiadores do presidente se concentraram em frente ao Museu Nacional e um carro de som comanda a manifestação. Ainda não há estimativa de quantas pessoas estão no local. Os manifestantes negam que o protesto seja contra as instituições, mas criticam os presidentes da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP).

Na semana passada, Bolsonaro pediu para que as manifestações fossem adiadas por causa do sinal de alerta provocado pelo coronavírus no Brasil. No entanto, na manhã deste domingo, o presidente passou a incentivar os protestos nas redes sociais. Ele postou, em sua página no Twitter, imagens dos atos a favor do governo em diversas cidades. No Facebook, Bolsonaro compartilhou uma transmissão ao vivo de uma manifestação em Brasília. “Devemos lealdade ao povo brasileiro”, registrou.

São Luís

Neste domingo (15) manifestantes pró-Bolsonaro foram às ruas em diversas cidades do Brasil. Os atos aconteceram apesar do presidente da República pedir que as manifestações fossem adiadas por conta do surto de coronavírus no país. Em São Luís, os apoiadores de Bolsonaro se reuniram na Avenida Litorânea.

 

 

Fonte:Oimparcial